A Saudação ao Sol na minha vida



Eu me considero uma pessoa muito solar. E não só eu, visto que já ouvi essa referência de várias outras pessoas da minha convivência. Minha pele bronzeia fácil, meu cabelo fica mais claro com o sol e, principalmente, minha energia tem total sintonia com o clima de sol.


Talvez por isso, desde o dia que fui apresentada à sequência da Saudação ao Sol numa aula de yoga aleatória, me apaixonei perdidamente. E não por que eu flui graciosamente bem - bem longe disso! -, mas justamente porque me pareceu desafiante e, ao mesmo tempo, uma delícia!


Sempre tive muita dificuldade com a flexibilidade de posteriores (vulgo "parte de trás das pernas"), então por muito tempo pensei que não fosse realmente capaz de alinhar algumas posturas da sequência #ALôCachorroOlhandoParaBaixo. Sincronizar os movimentos com a respiração então... para uma sinusiteira reniteira que nem eu.. era praticamente missão impossível.


Não aprendi tudo de primeira, nem de segunda, nem de terceira. A Saudação aparecia apenas em algumas aulas esporádicas, e eu não sabia como pratica-la sozinha. Recebi alinhamentos de diferentes professoras e professores ao longo dos anos, que me ajudam um pouco aqui, um pouco alí. Mas, foi só há 1 atrás, quando comecei a praticar Ashtanga Yoga diariamente, com direcionamento semanal, que finalmente aprendi a sequência e consegui evoluir nas posturas, na respiração e na consciência.


Meu "Cachorro Olhando Para Baixo" já um pouco evoluído, antes de me dedicar realmente à sequência.


No Ashtanga, a prática inteira é uma sequência pré-determinada. Todos os dias, as mesmas posturas, na mesma ordem, na mesma permanência. Pode parecer chato - e para muita gente realmente é -, mas foi o empurrãozinho que eu precisava para adquirir mais disciplina em tempos de pandemia. E a boa surpresa foi que, nessa sequência, faz-se 10 saudações ao sol logo de início.


Pouco a pouco, conforme ia praticando sozinha em casa, online com o professor ou até, posteriormente, no shala, fui aprendendo quais detalhes faziam diferença para mim, como me concentrar no apoio do pé e na abertura de peito ao mesmo tempo, como não me perder na respiração, muito menos na mente. Fui me interessando cada vez mais na sequência que fazia toda diferença na minha prática e no meu dia. Passei a estudar e analisar cada minúcia, observar como cada aluna se colocar, cada particularidade.



Meu "Cachorro Olhando Para Baixo" agora.


Hoje, a Saudação ao Sol é meu lugar seguro. É aquela sequência que pratico complemente imersa em mim mesma, sempre buscando evoluir e me perceber. É ela quem me traz energia nos dias mais indisposta, é através dela que descarrego minhas ansiedades nos dias mais inquietos, é nela que identifico os pontos onde progredi e os que precisam de mais atenção.


Em qualquer lugar do mundo, é a sequência que eu pratico quando meu corpo, minha mente ou meu espírito pedem um pouco de paz. É a minha base na prática e um suporte essencial para muitas aulas que ofereço. Simples e acolhedora como uma abraço de mãe, é tudo que eu e você precisamos para dias melhores.


Se te interessa saber mais e aprender essa sequência deliciosa, corre aqui no Workshop Online de Saudação ao Sol! E vamos juntas distribuir energia

pelo mundo, faça chuva ou faça sol.

4 views0 comments

Recent Posts

See All