Você sabe agachar?

O agachamento é um exercício super eficaz para glúteos (Bryanton et. al., 2012), extremamente funcional – basta pensar quantas vezes você precisa se sentar e se levantar por dia -, ajuda no emagrecimento , na hipertrofia , no fortalecimento do core e até no equilíbrio.


Foto por ArthurHidden – br.freepik.com



Além de excelente movimento para incluir no seu treino, também é um dos que requerem mais atenção na hora da execução. Um agachamento mal feito pode prejudicar a lombar, forçar os joelhos e até machucar a cervical.

Fique atenta aos detalhes a seguir para tirar todo proveito do seu agachamento, ficar com o bumbum em dia (glúteos fortes não são só um charme, viu? são ESSENCIAIS para evitar dores de joelho e quadril #ficaadica) e não lesionar esse corpitxo saudável que papai do céu te deu.

  • Mantenha a coluna sempre alinhada, inclusive o pescoço;

  • Peito aberto, abdômen ativo, concentre-se em empurrar o chão com a força das pernas e não apenas subir como for possível;

  • Descer até sua coxa estar paralela ao chão configura um agachamento completo e é muito importante para ter resultados (Boyle, 2015)!

  • O agachamento mais profundo requer alto grau de mobilidade das articulações de MMII, então não afunde lá embaixo se seu joelho entra, se há retroversão pélvica, etc.

  • Deixe os joelhos apontando na mesma direção da linha dos pés.

  • Use uma abertura dos pés razoável que seja natural para você

E, o mais importante:

  • Não acrescente carga ao agachamento se você ainda não o executa com perfeição – e sem dor!

Existem muitas variações e adaptações educativas para tornar o movimento possível quando se tem alguma limitação, ou para torna-lo mais desafiador. Procure um profissional de Educação Física para te orientar no que é melhor para você. E simbora agachar!

1 view0 comments

Recent Posts

See All