Yoga e religião

Você já relacionou yoga com religião?

Muita gente já. Eu mesma já ouvi por aí que praticar yoga era “adorar aqueles deuses estranhos” ou que “quem começa a fazer yoga vai virar budista”. Mas esse tipo de fala, além de carregar uma forte intolerância religiosa, também não faz o menor sentido.


Jesus Cristo e Buda foram yogis exemplares em seus tempos. Ambos pregavam - e viviam - o amor, a paz, o autoconhecimento, a meditação. Ambos se afastavam de grandes templos, para ouvir o sábio silêncio da natureza e, a partir dos seus ensinamentos, foram fundadas duas religiões distintas - uma delas sequer concebe a existência de um deus.


Por isso, limitar o yoga a uma crença religiosa é como limitar o conceito de luz a uma lâmpada acesa.


Não se trata de religião, seita ou adoração. Yoga é filosofia de vida, e uma filosofia muito bem embasada em conhecimentos orientais milenares - sobre corpo, mente, comportamento e sim, sobre espiritualidade.


Seria igualmente reducionista descrever esse estilo de vida somente como prática corporal, já que cada postura, respiração e ensinamento abrange o ser humano em sua integralidade. Portanto, é de suma importância colocá-lo no lugar que lhe cabe, com o objetivo que lhe pertence - nada a mais, nem a menos:


Todo o sistema filosófico do yoga converge em um só propósito: o samadhi.


Samadhi é um estado de iluminação que não se explica, se vive. É descrito como uma meditação tão profunda, que nada no mundo material é capaz de romper. É um estágio da alma onde não há mais desejo nem dor, apenas se é.


Dependendo de sua crença religiosa, você pode relacionar esse estágio com o céu, a libertação ou somente um estado mais elevado do ser humano aqui na Terra. De qualquer forma, a ideia é evoluir. Se tornar alguém melhor para si mesmo, para os outros e para a natureza.


Isso significa que você pode manter sua crença em qualquer religião do mundo, ou em nenhuma, e mesmo assim o yoga pode aprofundar sua espiritualidade. Te fazer questionar, para fortalecer sua fé; te fazer olhar pra dentro, para enxergar a verdade; te tornar mais sensível, mais presente e, com certeza, menos superficial.


O yoga é uma prática que acontece de dentro pra fora, através de suas mais diversas ferramentas, transpassando os corpos físico, mental, emocional e espiritual, e manifestando benefícios em todos eles.


Vivencie o yoga, desapegando de quaisquer pré-conceitos. Uma mente livre e um coração aberto podem mudar a sua vida.


Namastê.

13 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo