Um novo ano, um novo Sankalpa

Atualizado: 7 de jan.

Sankalpa é uma intenção, um propósito consciente, que se coloca tanto na prática de yoga quanto na vida.

A palavra significa "construção mental" ou "resolução interior" e pode ter um grande poder na sua evolução pessoal, se realmente colocada em prática.


O sankalpa é, de fato, o despertar do nosso potencial criador de realidade. Ele ajuda nossa mente a descontruir crenças limitantes e nos torna mais suscetíveis a agir em prol de nossos anseios. Mas, embora seja um exercício racional, ele deve nascer no coração, com profunda consciência e honestidade.



Com a virada do ano, é natural que criemos novas resoluções e metas para o ciclo que se inicia. Ter um claro propósito em mente, nesse momento, nos ajuda a:


  1. Fazer uma autoanálise do próprio momento;

  2. Estabelecer prioridades;

  3. Fixar nossos valores inegociáveis;

  4. Fazer escolhas coerentes com os nossos objetivos


Você pode fazer isso transformando uma intenção em mantra próprio, como "Minha vida é plena e abundante" ou "Confio em mim e no meu potencial criativo" e repeti-lo em momentos difíceis do dia, ao acordar e/ou antes de dormir.


Pode também transformá-lo em uma visualização do cenário que deseja viver, como se já estivesse vivendo agora, na sua meditação diária ou antes da prática de yoga. Ou, ainda, materializá-lo num mapa de sonhos, um diário ou em escrita livre.



De qualquer forma, é preciso estar atenta a alguns detalhes na hora de estabelecer o seu sankalpa.


  • Expresse-o no tempo presente. Ao invés de "Serei feliz e saudável", fale "Sou feliz e saudável". O subconsciente absorve suas afirmações como verdades, portanto, se você afirma algo para o futuro, isso vai se manter sempre no futuro, e não no agora.

  • Repita-o em estado de relaxamento. Ele não é uma forma de acalmar a mente nos momentos turbulentos, é preciso acalmá-la primeiro. Para isso, use sua respiração, conforto visual e/ou sonoro para, então, entrar em conexão com seu sankalpa,

  • Não tente reprimir as emoções que possam surgir durante ele. Se sentir dúvida, angústia ou algo do tipo, tome conhecimento da sensação - se puder, escreva sobre, reflita, analise - e depois deixe a emoção passar.

  • Se torne autorresponsável pela sua realidade, sabendo que responsabilidade é diferente de culpa. Você precisa aceitar que, de alguma forma, é responsável pelo que está vivendo hoje, para realmente absorver que pode transformar tudo isso em algo muito melhor. Essa consciência não precisa lhe trazer culpa ou vergonha. O passado é parte da estrada que te levará a algo maior, sinta-se grata por ele e siga em frente.


No mais, entregue-se e tenha disciplina no processo. Torne o sankalpa seu mantra de vida, seu norte, sua verdade. Viva-o, verdadeiramente e seja grata por cada passo nessa jornada.


O poder criativo que existe em mim saúda o poder criativo que existe em você. Um novo ciclo cheio de realizações para nós!


Namastê.

26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo